domingo, 8 de agosto de 2010

5€ - Mosteiro de Alcobaça - Portugal

5€ Comemorativos ao Mosteiro de Alcobaça

No prosseguimento da série dedicada ao património mundial classificado pela UNESCO em Portugal, é cunhada mais uma moeda inspirada no «Mosteiro de Alcobaça».

Mosteiro de Alcobaça, cujo início de construção é possível fazer remontar a 1178, com a edificação da abadia nova ligada à comunidade cisterciense já aí instalada, é um monumento ímpar da história política e da arte arquitectónica em Portugal.
Desempenhou um papel importante na fixação do território nacional, à medida que a reconquista avançava para sul, e é em larga medida por seu intermédio que o gótico se estabelece em território português, como novo idioma da arquitectura religiosa.
...acresce o facto de conter verdadeiras obras-primas, como os túmulos de D. Pedro e Inês de Castro, que rematam uma das mais vibrantes das histórias de amor da história universal.
Em reconhecimento da sua excepcional beleza e significado, a UNESCO elevou o Mosteiro de Alcobaça a Património Mundial em 1989.

No fim do século X organizou-se em Cluny, na Borgonha, um novo mosteiro beneditino que procurava renovar a regra de S. Bento. As igrejas cluniacenses eram cheias de belos elementos decorativos. Contra estas manifestações de gosto pela beleza natural, insurgiu-se Bernardo de Claraval, que se recolhera em 1112 em Cister, donde saíra para fundar a Abadia de Claraval e animar mais uma reforma que restituísse à ordem de S. Bento todo o rigor inicial. Os religiosos de Cister deviam viver do seu trabalho, não acumular riquezas, e os mosteiros seriam edificados em lugares ermos, sem qualquer decoração. Enquanto D. Afonso Henriques se empenhava na Reconquista, chegaram ao território português os monges de Cister que fundaram o Mosteiro de São João Baptista de Tarouca em 1140.

Diz a lenda que o primeiro rei de Portugal doou parte das terras da região de Alcobaça a S. Bernardo, em cumprimento da promessa feita quando da conquista de Santarém. Se se comparar a planta do Mosteiro de Alcobaça com o da segunda igreja de Claraval, temos que tem o mesmo desenho base. É de cerca de 1152 a construção provisória do mosteiro, e é conhecida no mesmo ano uma referência ao seu abade e a respectiva carta de couto é do ano seguinte.

Os primeiros monges, monges brancos, tiveram uma acção civilizadora notável: em 1269 abrem a primeira escola pública. No tempo do geral Fr. Sebastião de Sotomaior tomaram grande incremento as oficinas de imaginária da Abadia. Também desempenharam acções de assistência e beneficência através da enfermaria e portaria.

-----------------------------------------Características----------------------------------

Autor: Fernando Conduto
Valor Facial: 5 Euro

Acabamento: Normal
Metal: Prata 500/1000;
Diâmetro: 30mm
Limite de Emissão: 82.000 Moedas

Acabamento: Prata Proof
Metal: Prata 925/1000;
Diâmetro: 30mm
Peso: 14 g
Limite de Emissão: 6 000 Moedas
Embalagem: Estojo de madeira com certificado de garantia numerado

Decreto Lei

-------------------------
Bibliografia
Wikipedia.org
Banco De Portugal
Numismatas.com

0 comentários:

Enviar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes Powered by Blogger | DSW printable coupons